sexta-feira, 3 de julho de 2009

novidades!

Meninas,

Vou passar rapidinho por aqui porque estou (zero hora e um minuto do dia 03 de julho) fazendo um trabalho para o mestrado sobre homoerotismo na literatura que não consigo terminaaaaaaaaaaaaar! Detalhe: tenho que entregar amanhã (hoje, daqui a pouco...hehe)

Mas vamos às novidades:

1) R.A entrou nos eixos. Eu matei a anconda que tinha dentro da minha barriga e agora está tudo certo.

2) Não vou mais sair do meu trabalho. (Sou assistente editorial de uma editora de livros infanto-juvenis. ADOOOOOOOOOOOOOOOORO o que eu faço, mas tava ganhando um salário de merda. Daí, resolvi bater o pé. Nada. Então, puxei minha carroça, como dizia a minha avó. Faltando apenas dois dias para sair, a diretora me chama e resolve me dar QUASE todo o aumento que eu pedi. Como ela me deu 65% do que eu pedi, resolvi ficar um pouco mais. Vamos ver.

3) Meu humor está oscilando muioooooto. Tem dias que eu estou bem. Tem dias que eu quero sumir. Foda. Mas pelo menos não é aquela sensação de morte da depressão. È uma tristeza forte, mas que não me paralisa. Graças a Deus!

4) Falando em Deus, hoje a minha sessão de terapia foi sobre espiritualidade. Desde que me conheço por gente fui uma participante de igreja. Fiz catequese, perseverança, grupo de jovens, grupo de oração... tudo, tudo, tudo... Dos seis anos até os 23. Depois, abriu-se um buraco na minha vida. Eu esqueci da Igreja, da fé, de tudo. Ainda converso com Deus, mas não é mais a mesma coisa. Hoje eu falei que sentia falta da minha espiritualidade... Foi bom demais falar sobre isso. Eu tenho plena convicção de que atrofiar a espiritualidade é dar um tiro no pé. E eu não estou falando em instituições religiosas, talvez não esteja falando nem em Deus, como o concebemos... estou falando em estar conectado com essa dimensão humana que todos nós temos, até os ateus. A espiritualidade é intrínseca ao homem. Devemos cultiva-la, mesmo que o que a gente acredite seja um pouco diferente da maioria... mesmo que não acreditemos no Deus cristão... Mas por que eu entrei nesse assunto? Hkkkkkk Sei lá!

É isso. Um beijonasbundas

Rita

4 comentários:

EUZINHA MESMO disse...

Nossa, achei muito lindo seu post!!! Quando você disse ''depois, abriu-se um buraco na minha vida. Eu esqueci da Igreja, da fé, de tudo." Nussss, arrepiei aqui, que foi o que exatamente aconteceu comigo!! Como é que faz pra voltar a ter fé, hein, amiga? Será que dá pra conectar com tudo de novo, ou vai ficar atrofiado mesmo? eu não sei, mas, só sei que tu tá certinha quando diz que esquecer da espiritualidade é como dar um tiro no pé! Se não temos fé, então, pra quê estamos vivendo aqui? Nossa, dá até vontade de chorar, né? Uss!!! Tb não tô mto lá essas coisas, não!! Mas, com fé,haveremos de levantar! bjos e não suma!

Aline Silva disse...

Oi amiga td bem ???
Força no trabalho aí,sei que vc consegue !!

As vezes nos preocupamos tanto com os nossos afazeres,nossos problemas enfim e acabamos nos esquecendo da nossa maior força que vem de Deus....e ele msm assim continua cuidando da gente,por que nos ama.....
É preciso dar um pouco mais de valor neh ???


Bom fds !!!

Bjoooooooooo

Barbarella disse...

Vc sabe que me balança sempre que fala sério né?
(Pq a gente fala um bando de merda as vezes...rs)
Fiquei pensando no que vc me escreveu, ficou martelando na minha cabeça o dia todo ontem, hj, e cada vez que eu leio.
Eu tenho tudo em comum com vc, inclusive a tendência a depressão.

Segura na minha mão e vem, pq se uma tropeçar, a outra segura.
Vc faz terapia, ótimo, mas vc não toma nenhum ansiolítico?

Fiquei feliz em saber que vc conseguir engatar na sua dieta e principalmente, ficar no seu emprego.
Sem grana agora, nesse momento, não dá.
Respira fundo.

Bjs

Rumo aos 60!!! disse...

Oi, linda! Q bom q tudo ta se "acomodando" p ti. É assim q tem q ser! Essa compulsão é uma droga mesmo, né? Mas devagarinho a gente chega lá!
Viu? Tem selinho p ti no meu blog! Bjuuuuuuuuuuuuu...