quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Fuén!

Notícias: ainda não consegui parar de comer.

Ainda não consegui comer adequadamente.
Estou aqui tentando me equilibrar, mas me sinto bastante impotente, porque é bem óbvio que eu estabeleci uma relação perigosíssima com a comida.
Como eu estou fazendo um esforço bem grande para entender porque eu como tanto e desesperadamente, resolvi listar aqui abaixo alguns motivos:
1)      Ter parado de fumar. Não ter uma válvula de escape tão poderosa como o cigarro, me faz comer muito. Com certeza.
2)      Carência/raiva/nervosismo. Tenho me sentido muito carente, ultimamente. Não estou namorando por opção, mas às vezes isso é meio foda de administrar. Além do mais, estou morando fora da minha cidade. Embora eu tenha muitos amigos aqui, eu sinto falta dos meus amigos de sampa. Tenho tudo muita raiva de determinadas situação, e fico constantemente nervosa com o trabalho. Sem o cigarro, me resta comer.
3)      Remédio para depressão. Faz quatro anos que tomo constantemente o Lexapro. Ele é um dos remédios mais modernos para combater a depressão e sua bula diz que os efeitos colaterais são mínimos. Mas já li em muitos lugares que as pessoas em geral engordam 20 quilos com ele (!!!!!). Mas mesmo que seja isso, nem me passa pela cabeça parar de toma-lo. Me prefiro gorda que depressiva e suicida.


Na minha humilde opinião de psicóloga de banca de revista acho que esses três fatores combinados estão me fazendo comer MUITO mais do que eu deveria. O problema é que eu realmente não consigo me controlar. Vou tentar com força esses próximos dias, mas se eu não conseguir mudar esse padrão, vou procurar ajuda profissional, pois sinto que já estou beirando à compulsão alimentar sem limites.


É isso, Chicas. Gostaria de ter notícias melhores, mas não tenho.

Na academia eu nem dei as caras ! L

Um comentário:

Aline de Lima disse...

Melhor procurar ajuda mesmo, é dificl tudo isso.
Tive depressão tb e só melhorei quando entendi que toda escolha tem consequencias. Vale escolhermos bem e sermos fortes para aguentá-las. Por exemplo: se decide ter filhos, muita coisa tem de abrir mão. ao contrário, vc abre mão de descobrir o maior amor do mundo.
Mais simples: se ir viajar, vai gastar mto dinheiro, se não ir, nunca vai viver coisas novas, conhecer outras culturas.
Entender isso, nos perdoar pelo que escolhermos e saber lidar com o que escolhermos nos ajuda a seguir em frente.

ahh e qdo sentir vontade de comer, roa uma cenorinha, algo assim. tb sinto essa necessidade as vezes e comer algo saudável talvez ajude. vc come, mas não te prejudica tanto.

espero ter sido de alguma ajuda rsrsr

bjuu e melhoras